HomeAtividade

Atividade do GEPPAV

Visita ao património mineiro vilarmourense

Como previsto, realizou-se no sábado, 25 de janeiro, a visita ao património mineiro vilarmourense, guiada pela geóloga Raquel Alves, co-autora com o coletivo do Grupo de Estudo e Preservação do Património Vilarmourense do trabalho recentemente publicado, "Minas e mineiros em Vilar de Mouros no século XX". Um grupo muito apreciável, que preencheu os lugares de um autocarro municipal, concentrou-se após o almoço na sede do CIRV, seguindo primeiro pela Estrada Panorâmica do Gorito (Marinhas) até junto dos primitivos locais de mineração de estanho da concessão da Fonte Nova. Aqui foi possível visitar duas trincheiras e galerias de média extensão, vestígios da mineração na época da Grande Guerra, quando esta mina foi registada por Gaspar Pereira de Castro (Quilovates), de Seixas, e beneficiou do plano de lavra elaborado pelo Engº. José Manuel Castro Portugal, da Universidade do Porto, diretor-técnico da concessionária Sociedade Mineira do Alto Minho.

Sempre enquadrados pelas explicações fundamentadas da investigadora da Universidade do Minho, os participantes na visita prosseguiram para a área de concessão de volfrâmio de Castelhão, na encosta fronteira da freguesia vilarmourense. Neste local, a visita a uma grande galeria (Galeria 1) e à zona de tratamento do minério — as famosas "pias de Castelhão" — escavadas no granito pelos mineiros nos anos 40 do século passado, ajudou a reviver o período do "boom do volfrâmio" da Segunda Guerra Mundial, com um prologamento para a Guerra da Coreia, aqui sujeito ao controlo da concessionária "Gaudêncio, Valente & Faria". 

Continuar...

Jornal Caminhense - 24 de janeiro de 2014

 

Caminhense 24 de janeiro

IV Caderno do Património Vilarmourense lançado ontem

 O Grupo de Estudo e Preservação do Património Vilarmourense (GEPPAV) assinalou ontem, dia 19, o início das comemorações do 10.º aniversário da sua fundação com a publicação do IV Caderno do Património Vilarmourense "Minas e mineiros em Vilar de Mouros no século XX. Exploração de estanho e volfrâmio nas concessões da Fonte Nova e Castelhão", a inauguração da exposição "Famílias Vilarmourenses" e o lançamento do novo portal na Internet.

A sessão de lançamento do IV Caderno decorreu no Centro de Instrução e Recreio Vilarmourense (CIRV) e juntou dezenas de pessoas do concelho de todas as áreas da vida pública, entre as quais os autores do livro, Joaquim Aldeia, Plácido Souto, Paulo Torres Bento, Basílio Barrocas e João Arieira, a coautora, Raquel Alves, o presidente do CIRV, Mário Ranhada, o presidente da Junta de Freguesia de Vilar de Mouros, Carlos Alves e o presidente da Câmara de Caminha, Miguel Alves. Depois do lançamento do livro, seguiu-se a inauguração da exposição "Famílias Vilarmourenses".

Continuar...

Pág. 7 de 36

Go to top